13 dezembro, 2005

Fala a Toupeira : ... Olhai para vós mesmos, senhores, e digam-me sinceramente se estais contentes convosco e se vos é possível ser? Não vos pareceis todos, sem excepção, com os tristes e miseráveis fantasmas da nossa triste e miserável época? Não estais cheios de contradições? Sois homens inteiros? Acreditais verdadeiramente em alguma coisa? Sabeis o que quereis e, sobretudo, sois capazes de querer alguma coisa? O pensamento moderno, esta epidemia da nossa época, terá deixado viva uma só parte de vós, não vos penetrou até ao recôndito, paralisados, quebrados? Em verdade, senhores, é necessário que reconheçam que a nossa época é uma época miserável e que nós somos as crianças ainda mais miseráveis!

Democracia :- Bem escavado velha toupeira, como diria Marx “ Logo que a revolução tenha acabado o seu trabalho subterrâneo, a Europa saltará do seu lugar e rejubilará” estou emocionada, minha querida, com a recordação de Bakunine, um dos meus primeiros amores impossíveis, ai querida estou toda húmida, penetra-me filha, isso regressa ao útero e escava, escava e escava.
BLAZT, revista internacional de banda desenhada, 3,50 euros, o seu primeiro número contém colaboração de Ricardo Cabral, João Paulo Batista, João Martins, Hugo Almeida, Ana Sousa, Rui Aires com Tiago Albuquerque, Ricardo Pires Machado, ...,. Pulga deseja que Blazt, mesmo debaixo d’água, consiga manter a cabeça à tona

1 comentário:

eu disse...

Eu adoro as toupeiras, pá. Já savei uma de ser mora e se o P.R. (ler primeiro roto) sabe até me dá uma medalha.

Se não tiverem nada que fazer:
www.jmsaconceicao.blogspot.com