08 dezembro, 2008


Mais um lançamento ed. Mortas: "Um Asno A Caminho da Terra Santa" d

e Virgilio Liquito, na livraria Gato Vadio

no próximo dia 20 pelas 21h30m

2 comentários:

Anónimo disse...

É preciso não ter vergonha,
assumir este tipo de prosa. Esse autor ocupou espaço anónimo ao aceitar do seu professor os elementos
básicos da escrita.Que Deus me perdoe,
não lhe dê um ataque fulminante, que o transforme num abráquio, e nunca mais possa estrafegar o que lhe resta do pénis. Haja Deus que imponha respeito, que traçe essa montureira de carne, e exare os ditames em como se deve escrever: assumir um tipo de escrita límpida e charmosa dos bons costumes. Que me desculpe o suposto autor, esse atrofiado mental, diria niilista de meia tigela, copiografo do pessimismo, esse autor sem futuro, que devia ser irradicado das artes. Há que ter cuidado, nas entrelinhas do seu texto germina a insídia, e também o escárnio, alguma vez seria suposto ter um gato cagão promíscuo em paredes meias com a baba que os humanos drenam!? Ou que se pode serrar um morto congelado, de tal modo que ele possa ser sepultado concumitantemente em duas covas distantes de muitos quilómetros,hem !? Enforcaio à saída do Gato Vadio. Pago alvíssaras. A bem da Cultura, um raquítico atento ao vosso dispor.

Sílvia S. Sílvia disse...

Parafraseando o prefaciador do livro, este «anónimo» é um blogger sem futuro! Mais recorda os aforismos de Reinaldo Barata de Sôusa na companhia idílica de Semeão e Zequinha, parolos e taberneiros. Que os pés não caiam erroneamente dentro do penico e que os Asnos rumem à Livraria Gato Vadio. ( )s