22 abril, 2009


1 comentário:

Anónimo disse...

Revoltei-me. Fiz a minha barricada com sacos de maus governantes.
A areia está cara. Tenho um problema: não sei se os sacos chegam para tanta matéria bruta.
Tenho uma fisga e uns livros para lançar... Os poemas são uma merda e ninguém quer ficar a cheirar mal. Vou dar luta.

Ricardo.