29 junho, 2006

O nosso Primeiro e Idiotia, a sua dama, cá passaram pelo corredor da morte carregados de choques tecnológicos para que, em rede, o nosso corredor não perca o comboio do futuro, dado que é preciso fazer com a burocracia e todos os seus anões mantenham os direitos adquiridos em bom estado de conservação na vetusta e situada máxima: é preciso mudar as coisas para que tudo continue na mesma.

Nesta estúpida e correcta estação aproximam-se a alta velocidade os devoradores de livros, cuidado pois, com todos esses que durante o resto do ano não têm tempo para ler. Pulga observa-os com o sorriso de Gioconda
A ressonarem sobre o código de Sísifo.

2 comentários:

zarelleci disse...

"Há algo a perder e não é a alma"
André Breton

O 1º ministro congratula-se com o orçamento para este ano. Irão haver menos dívidas, o defice será de apenas 5%.
Estaremos todos a dever menos.

Anónimo disse...

Enjoyed a lot! »