22 março, 2010

Leite, Literatura e Assassinos



Cá estou eu a entrevistar o Mário Viegas acompanhado pelo Konek, nos estúdios improvisados da rádio Caos algures na cidade do Porto, nos inícios dos anos 8O e do Movimento das Rádios Livres e que pode e deve visitar na Biblioteca de Gondomar. Obrigado a ambos que já não fazem parte dos vivos e eu não me sinto lá muito bem.

Nessa exposição confirmará:
Nada se passa na Rádio em Portugal e a Liberdade de Expressão continua em Segredo de Justiça que por sua vez está no seu, vosso, domicilio com uma Correia Electrónica video
O cadáver da rádio livre

Sem comentários: