06 dezembro, 2016

DIZ O POEMA , exposição fragmentos duma MATANÇA do POEMA

videoaqui se reproduz num trabalho caseiro da Vi Deos da exposição DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA que esteve eis-às-postas na casa museu A. DASILVA O. durante 3 dias, depois ressuscitou o morto e ex-às-postas como diz o poema, para me comerem, têm de me cortar às postas
DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA
DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA
DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA


DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA

DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA


DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA
DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA

DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA
DIZ O POEMA, exposição fragmentos duma MATANÇA

A MATANÇA DO POEMA

O poeta morreu
em clara lucidez
quando esta possuía
em todos os tabuleiros
fisi cus e merda mistíticulos
E é
quem mais parte
e reparte
a sua arte
até encher a pança